quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Diferenças

Felizes são os peixes
- Titãs

Tanto faz
É igual
Felizes são os peixes
Felizes são os peixes

Nada, nada, nada, nada
...

Segundo o filósofo Jean-Jacques Rousseau, na natureza existe a igualdade. A desigualdade provém dos homens. Então, se vivêssemos no estado natural, ou seja, no estado de início da humanidade, não haveria conflito entre os homens. Seriamos todos iguais, não haveria diferenças de credo, cor, raça, riqueza, etc.

Nessa análise, a música do grupo Titãs estaria totalmente certa. Os peixes é que são felizes!

Mas... de que adianta ser feliz se não se tem consciência dessa felicidade??
*

3 comentários:

Marcia Menezes disse...

Grande pergunta....
A diferença entre o ser e o ter...
Entre viver e ficar pensando na vida....
Beijos

Bruno Gomes disse...

Viver perpetuamente nesse estado natural do início da humanidade é negar qualquer esforço de evolução.

Essa felicidade ingênua é a de uma criança feliz por 5 minutos porque ganhou um doce.

E o pior é que nem nadar eu sei... então, essa felicidade de peixe eu tô fora (risos)

Abraços.

carol sakurá disse...

Olá!
Agradeço a visita ao Poete!
Adorei seus textos!
O que adiantaria desfrutar a felicidade sem um custo?
Isso é que nos realiza.

Abs!

Carol Sakurá